http://www.cetesb.sp.gov.br

14/06/17 10:39

Câmara Ambiental do setor de papel e celulose retoma as suas atividades

A primeira reunião de trabalho já está agendada para 13 de setembro, quando terão início as conversas e tratativas voltadas para a melhoria da gestão ambiental no setor.

Câmara Ambiental Interna 02

A Cetesb e o setor de produção de madeira e derivados retomaram o canal de discussão para melhoria da gestão ambiental da atividade, com a reinstalação da Câmara Ambiental da Madeira, do Mobiliário e de Papel, Papelão e Celulose, realizada na terça-feira 13, na sede da agência ambiental, na capital. Integrada pelas dez maiores empresas produtoras de papel e celulose do país, líderes mundiais do setor, a Câmara já tem sua primeira reunião de trabalho agendada para 13 de setembro, quando terão início as conversas e tratativas voltadas para a melhoria da gestão ambiental no setor.

Como resultado dessa interação, os gerentes do Departamento de Desenvolvimento Institucional e Estratégico e da Divisão de Coordenação Setorial da Cetesb, Zuleica Perez e Francisco Setti, respectivamente, acreditam que deverão surgir novos produtos voltados para o gerenciamento de boas práticas ambientais, como ações de controle para atender ao Plano de Redução de Emissões Atmosféricas – PREFE, assim como discussões voltadas às novas tecnologias de reflorestamento, revisões de normas de segurança ambiental, manejo de florestas e preservação de recursos hídricos.

A Câmara será presidida por Umberto Caldeira Cinque, da ABTCP – Associação Brasileira Técnica de Celulose e Papel, tendo como vice-presidente Jonas Vitti, da empresa Suzano Papel e Celulose. Como secretário executivo, João Umberto Sumere, da Agência da Cetesb de Limeira e José Martins Monteiro, da Agência de Mogi das Cruzes.
A cerimônia de reinstalação da Câmara contou com a presença do presidente da Cetesb, Carlos Roberto dos Santos, e dos representantes da ABTCP, Darcio Berni e Lairton Leonardo, além de outros representantes do setor de papel e celulose.

O setor de celulose e papel é composto por 220 empresas com atividade em 540 municípios, localizados em 18 Estados do Brasil, gerando 128 mil empregos diretos e 640 mil empregos indiretos. Em 2013, totalizou exportações de US$ 6,7 bilhões, com saldo de US$ 4,7 bilhões na balança comercial.

A indústria de celulose do Brasil é a 4ª maior do mundo em volume de produção, enquanto a de papel do país ocupa a 9ª posição no ranking de fabricantes mundiais.

Câmara Ambiental Interna