http://www.cetesb.sp.gov.br

30/03/17 15:26

Salles flagra irregularidades e interdita aterro de Assis

Operação feita pelo secretário do Meio Ambiente e pela Cetesb constatou a mistura de resíduos inertes com lixo orgânico

WhatsApp Image 2017-03-30 at 14.47.38

Dirceu Rodrigues
Cris Couto

O secretário estadual do Meio Ambiente, Ricardo Salles, interditou nesta quinta-feira, 30, o aterro da cidade de Assis, no interior paulista.  Salles participou de uma operação para fechar o local junto com agentes da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb).

Apesar de ser voltada apenas para o descarte de resíduos sólidos inertes e de construção civil, o local contemplava uma área de transbordo licenciada pela Cetesb, mas que funcionava sem obedecer as normas da companhia.

“Encontramos uma área totalmente inadequada. Estavam misturados resíduos domiciliares, industriais, galhos e podas de árvores”, disse Salles. “Nos deparamos com urubus e com o comprometimento do solo e do lençol freático”.

A Cetesb deu prazo de 30 dias para a prefeitura regularizar a situação do aterro. Já a área de transbordo tem de ser adequada até 15 de abril.

O local é monitorado pela Cetesb desde 2012 e estava apto a receber resíduos sólidos e entulho da construção civil. Em dezembro do ano passado, no entanto, a companhia realizou uma inspeção e constatou que o aterro não atendia às exigências técnicas previstas na licença de operação. A prefeitura de Assis foi penalizada duas vezes.

A Polícia Ambiental, que acompanhou a interdição, emitiu uma autuação em razão do desmatamento irregular no local. A prefeitura de Assis pretende pedir a Cetesb uma autorização para utilizar uma área próxima ao aterro interditado para receber os entulhos provisoriamente.

Área de transbordo

Área de transbordo