http://www.cetesb.sp.gov.br

29/08/16 15:38

Agências Ambientais na Baixada Santista atendem emergências no final de semana

Técnicos de Santos e de Cubatão acompanharam ocorrências envolvendo caminhão tombado e mortandade de peixes

~2618861

A Agência Ambiental de Santos atendeu a uma emergência em 28/08, no início da tarde, no Guarujá. Um caminhão basculante havia tombado na curva do viaduto de acesso ao bairro Morrinhos, no Guarujá, na altura do km 6 da rodovia, por volta das 13h15. O veículo tinha sido carregado no Terminal Marítimo do Guarujá (Termag) e se dirigia ao Terminal Logístico Cesari Ltda. (Terloc), em Cubatão, quando aconteceu o acidente.

Com o tombamento, praticamente toda a carga de 25 toneladas de fertilizante granulado de nitrato de amônia se esparramou pelo asfalto da pista, sendo que uma pequena quantidade caiu no solo gramado mais próximo, além de uma pequena quantidade de óleo hidráulico e lubrificante das engrenagens e do motor do caminhão.

A própria equipe de emergência do Terloc se encarregou das primeiras providências, procedendo à raspagem e varrição do produto derramado, assim como seu imediato recolhimento. Preventivamente, equipes do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar – incluindo a rodoviária – , e Ecovias também acompanhavam os trabalhos e prestavam o apoio necessário, como a interdição do viaduto, que se estendeu até por volta das 23h00.

Ao final, o produto recolhido foi quase que totalmente removido para outro caminhão, para ser reaproveitado. Os resíduos com serragem, utilizado para absorver o óleo, também foram recolhidos e encaminhados para o Terloc, onde a empresa aguarda aprovação de destinação final a local aprovado pela Cetesb. O caminhão acidentado foi destombado e conduzido para a associação de caminhoneiros Acta.

Conforme o técnico Pedro Paulo, da Agência Ambiental de Santos, que atendeu a ocorrência, não se registraram maiores danos ambientais, já que praticamente 90% da carga de granulados ficou retida no asfalto e foi recolhida, além do que a poluição do solo não foi significativa, não se atingiu nenhum corpo d´água nas proximidades e nem se verificou poluição do ar em função do episódio.

As ações administrativas cabíveis por parte da Cetesb serão definidas nos próximos dias, após a conclusão de todos os relatórios e levantamentos necessários.

Vazamento na Vale Fertilizantes

Na última sexta-feira (26/08), a Cetesb esteve na área industrial da Vale Fertilizantes – Unidade I – , no centro de Cubatão, realizando um atendimento emergencial, envolvendo mortandade de peixes, no Rio Cubatão. Ocorre que um rompimento de tubulação em uma caixa de válvulas desativadas acabou por provocar a contaminação, por água com amônia, do canal de drenagem de efluentes líquidos tratados da unidade industrial, que é direcionado para o rio, provocando a mortandade de peixes, em quantidade estimada em cerca de 100 quilos, concentrados num trecho de mais ou menos 500 metros, até o ponto de captação de água da Petrobras.

Uma primeira providência foi a paralisação de todos os sistemas de drenagem e, logo em seguida, se iniciou o tamponamento da caixa de válvulas, visando isolá-la definitivamente. O recolhimento, por barco, dos peixes mortos, no Rio Cubatão, em consequência do efeito tóxico da amônia, prosseguiu pelo sábado e domingo, com acompanhamento dos técnicos da agência ambiental.

Em 29/08, eles se dirigiram novamente para a área industrial da Vale Fertilizantes, para verificar o acompanhamento dos trabalhos e qualquer eventual anormalidade que ainda possa ser detectada no rio. Após encerrados todos os relatórios e levantamentos necessários a respeito da ocorrência, a Agência Ambiental de Cubatão deverá avaliar e definir as ações administrativas cabíveis.

 

 Texto: Mário Senaga

Fotografia: Agência Ambiental de Santos